quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Sexo Frágil???

Todo mundo sabe que mulher é bicho complicado. Complicado e autoritário também!

Quando uma mulher cisma que quer alguma coisa, nem a ameaça de um holocausto faz ela mudar de idéia. É aí que entram os homens responsáveis por nos aturar, proteger e obedecer (e amar também claro!).
Sou autoritária assumida, tenho personalidade forte e faço o que posso e não posso para ver minha vontade ser atendida, porém respeito meu marido acima de tudo.
As vezes sou chata e inssistente mas procuro sempre ser tão prestativa à ele quanto ele é à mim.
Também conheço meus limites, sei até onde posso "forçar a barra" e onde não devo chegar.
Acho que se relacionar de forma séria com alguém é isso, respeitar cada um suas limitações e também as limitações do outro porém acredito que amar nada tenha a ver com privações.
Eu o amo mas não vou me privar de hábitos meus por vontade dele, nem eu vou obrigá-lo a deixar de lado costumes que ás vezes não me agradam mas que fazem parte da sua personalidade. 
Porém existem pessoas que após conhecerem alguém mudam completamente suas vidas só para agradar a outra pessoa.
Estou testemunhando o caso de um rapaz que abriu mão de se relacionar com a própria família por caprichos da mulher. A mulher caiu de paraquedas na história, não foi com a cara de meia dúzia de parentes e simplesmente proibiu o cara de ter contato com essas pessoas!
Ela só permite que o marido fale com os pais por que as vezes eles dependem financeiramente dos sogros por que se não teria cortado a cabeça dos dois também!
Não consigo enxergar ai nenhuma demonstração de amor, por parte de nenhum dos dois.
Ela na minha opinião é doente e está confundindo amor com posse e ele é tão submisso que abriu mão da vontade própria para agradá-la.
Isso não me soa como amor e sim como patologia!


1 comentários:

deni disse...

eu escrevi um texto parecido quando eu tinha alguém :~