sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Dá licença, eu preciso falar!!!

Queridos leitores, para vocês que sempre estão aqui para tomar um café comigo já aviso, hoje preciso descarregar!!!

Quando o saco chega no limite ou a gente parte pra porrada ou fala até não haver mais nada pra soltar. Devido a impossibilidades geográficas não posso esmurrar quem fez meu saco chegar ao seu limite de capacidade, então, só me resta a segunda opção.
Tem uma "tarzinha" no Orkut que tem como modalidade de esporte preferida me odiar. Juro pela luz que me ilumina que não sei que motivos eu dei para ela ter tanto apreço por minha pessoa mas desconfio que desde a primeira vez que nos vimos ela percebeu que comigo não colou o teatrinho de quinta que ela costuma usar para iludir as pessoas.
A moça sim é de caráter duvidoso e basta cinco minutos de conversa tête-à-tête para que isso seja notado (odeio quem não olha nos meus olhos quando fala comigo, e chorar na hora de despedir de mim tendo me conhecido a menos de 48 horas e conversado meia dúzia de assuntos... por favor, não espere que eu engula esse showzinho barato!!!).
Ela sabe que não colou então para se garantir (além de fingida e dissimulada ela joga sujo!) ela passou a inventar mentiras para desmoralizar a minha imagem, o que ela não entende é que todo esse fingimento não colou com ninguém.
Mas para piorar a situação existe uma coisa chamada Rabo Preso, o que faz algumas pessoas fingir tolerância com essa dita-cuja por medo de serem chatageadas pela doida!
É uma nojeira explícita caro leitor!
Ai a condenada vai lá no Orkut e coloca 3.725 fotos dela com o trouxa que aceitou entrar nesse barco furado, jura por todos os santos, entidades, seres da natureza e afins que é a pessoa mais feliz e realizada do mundo e ao invés de ir cuidar do seu casamento que é um fiasco (e em off todo mundo sabe!) fica falando que eu sou a pessoa que mais tenho inveja dela e da sua linda história de amor. É de rolar de rir leitor, e falo isso por que vcs não conhecem a pobre criatura de quem estou falando.
Ai como retaliação ela me deletou da sua lista de amigos do Orkut (não imagina a dimensão do favor que me fez!) maaaaas a mãe dela permanece na minha lista. Obviamente não é por que a mulher goste de mim afinal mal tivemos contato. Qualquer idiota sabe que ela mesma quis assim para poder usar o perfil da mãe para xeretar no meu, É OBVIO!!!!!!!
Só para ilustrar melhor a história, a fulaninha da qual me refiro é a recém-desencalhada da qual falei no post do dia 10/11.

O comportamento dessa pobre moça só me faz ter mais certeza que expor sua vida seja no Orkut ou em qualquer outro lugar, demonstrando felicidade absoluta não é privilégio, é desespero!

2 comentários:

Jôka P. disse...

Tenho um problema de rejeição com Orkut. Acho estranhíssimo, sei lá ! Por isso só adiciono quem conheço real e pessoalmente. Mesmo assim continuo sem entender pra que serve exatamente aquilo, um painel de recados ? Puro exibicionismo virtual ?
Já blog eu curto.

Ah, obrigado pela mensagem tão legal no aniversário de Gigi P. !

Bjs, Jôka P.

Sally Somir disse...

PARA TUDO!
No seu texto você disse o seguinte:

- Ela CHOROU quando se despediu de você logo depois de ter te conhecido (48hs)
- Ela tenta desmoralizar sua imagem
- Ninguém acredita nela e nas fofocas dela
- As pessoas a toleram por rabo preso, por medo
- Ela enche o Orkut com fotos do infeliz com o qual ela está
- Ela faz de conta que é feliz em um relacionamento que se sabe ser fracassado
- Ela diz que VOCÊ tem inveja dela
- Ela xereta o seu perfil

Menina... é impressionante como gente feia e carente tem o mesmo mecanismo de agir! Já vi esse filme, IGUALZINHO!

Repito seu último parágrafo: “O comportamento dessa pobre moça só me faz ter mais certeza que expor sua vida seja no Orkut ou em qualquer outro lugar, demonstrando felicidade absoluta não é privilégio, é desespero!” Não poderia concordar mais. Odeio gente que ostenta felicidade, é sintoma claro de INfelicidade. Além de ser brega, cafona e primário.

Tem uma frase do Romário que eu gosto muito: "Quem é ruim, se destrói sozinho."

Beijos
Sally
www.corporativismofeminino.com