segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

O amor descartável.

Eu jamais tomo uma atitude pensando em um plano B para o caso de precisar voltar atrás. Não que eu seja arrogante o suficiente para nunca reconhecer quando erro mas acho que quando vamos fazer alguma coisa, seja ela qual for, temos que pensar bem para não nos arrependermos depois.

Ontem estive cara a cara com a pessoa que me causou todo esse desconforto que venho passando a semanas. Apesar de estar sentindo uma vontade absurda de adiar esse encontro, agora vejo como foi bom enfiar o dedo na ferida até sair água dos olhos.
Confesso que eu esperava uma posição mais de ataque da outra parte, tanto que me armei até os dentes para o fatídico encontro.
A conversa foi tranquila porém sincera. 
Não poupei nenhum detalhe e fiz questão de espalhar na mesa todos os meus sentimentos com relação ao acontecido, dos mais ingênuos aos mais obscuros.
Se tudo já estava uma merda então pioremos um pouco mais só pra ver até onde iríamos chegar.
No fim o desfecho foi mais inesperado do que eu poderia prever... eu jurei que não iria recuar e não recuei, já a outra parte voltou atrás quase que imediatamente (certas pessoas se desarmam totalmente quando estão sob pressão).
Juntamente com essa manobra estratégica (obviamente isso não foi manifestação de sentimento  e sim o velho ditado "Quem tem cú tem medo!") os "Eu te amo!" voltaram também, mas dessa vez eles não me causam mais o mesmo efeito de antes. Na realidade eles não me causam mais nada!
É pena ver alguém usar o amor de forma tão banal! Parece até que dá pra se comprar um pacote dele em qualquer gôndola de supermercado quando o mesmo tiver acabado.
Mas o que aprendi de mais importante nessa história toda é que meu santo é forte pra ca****o, a pessoa chegou ontem a tarde com propósito de ficar alguns dias mas já foi embora hoje ás 07:00 por conta de um imprevisto que só ela poderia resolver.
Não podia ter tido desfecho melhor!

4 comentários:

Sally disse...

Fique atenta: você jogou em casa e ela estava no campo do adversário. Talvez ela não recue em outras situações.

Quem diz que te ama e faz tudo que essa pessoa fez realmente não tem palavra, cuidado, esse amor não vale nada!

Fico feliz que "o encosto" tenha ido embora...

obs: Foi você quem me adicionou no orkut ou foi uma cópia sua?

Paulo César Nascimento disse...

Oi, Pepper. Eu perdi os primeiros capítulos, mas acho que peguei a trama. Que bom que deu tudo certo. Aguardo a piada no e-mail. Bjs

Zíngara disse...

Pepper, Linkamos você como "Sincera Surtada"... Você prefere este "nome" ou seu nick?

Aí vai a frase clichê: Relacionamentos são complicados. O que vejo na tua descrição é uma pessoa racional e consciente, assim é mais fácil ABRAÇAR a vida.

Beijos,
Zin

Olavo disse...

Tem um selo para vc lá no blog
beijão