quinta-feira, 5 de março de 2009

Quem vê cara...

Ontem no final da tarde ao sair do supermercado me deu aquela vontade de fazer xixi. 

Como ia demorar bons minutos até que eu chegasse em casa resolvi ir no banheiro lá mesmo.
Quando eu estava entrando passou por mim uma moçinha bem perua, toda engomadinha que não por acaso deixou o banheiro imerso no perfume que ela usava.
O banheiro em questão possui 2 boxes, um estava fechado com o aviso "Em Manutenção", o outro, quando entrei estava com o vaso encapado em papel higiênico porém o papel estava molhado e com visíveis traços de uso.
Nem estou questionando a atitude da moça em ter utilizado o papel higiênico para se preservar de um vaso sanitário coletivo, o que me deixou surpresa foi ver que uma pessoa que me pareceu tão fina também é tão porca!
Usou, limpe a porcaria do papel já que ninguém tem obrigação de fazer!
Não adianta querer demonstrar que se tem "gramur" se não é capaz de agir com educação!
Pronto, falei!

4 comentários:

Zingara disse...

Educação e condição financeira não são proporcionais MESMO!

Ritoca disse...

Pois é, aqui na empresa eu sofro. Quase ninguém tem consciência que o banheiro é coletivo e deixam o ambiente daquele jeito, box sujo, pia alagada. Falta educação e senso de coletivo no povo. Eu sempre procuro deixar como eu gostaria de encontrar. Mas, cada um dá o que tem.
Bjs

Glamourosa disse...

ai, não, menha felha. quer ter glamour, faça por merecer. [bem.. com certeza, ela não sabe a sutil diferença que separa o glamour da bagaceira.]

eca.

Alline disse...

Essas que se acham cheias de "gramur" são as piores. Já trabalhei com uma que deixava papel menstruado virado pra cima dentro da lixeira, a coisa mais nojenta do planeta. Argh! Imagina...

Beeeeeeijo